O calendário de pagamentos do Programa Bolsa Família em 2020 já está disponível para consulta. O benefício é pago de forma gradual nos dez últimos dias úteis de cada mês. Em janeiro, os saques poderão ser feitos do dia 20 até o dia 31. Para saber o dia certo, a família deve observar o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão. Depois de identificá-lo, será necessário observar no calendário do programa a data em que a família pode fazer o saque, mês a mês. Assim, os beneficiários que possuem o cartão com NIS final 1 podem sacar no primeiro dia do pagamento. Já aqueles com o final 2 podem resgatar o recurso no segundo dia, e assim por diante.

Maior poder de compra da história
Neste ano, os beneficiários do Bolsa Família estão usufruindo do maior poder de compra da história do programa, graças à 13ª parcela. A medida inédita foi oficializada pelo presidente Jair Bolsonaro em abril. Com o recurso, o Ministério da Cidadania teve um aumento de R$ 2,58 bilhões no orçamento. O repasse do benefício extra acompanha o pagamento de dezembro – o que significa, neste mês, pagamento do benefício em dobro. No total, mais de R$ 5 bilhões foram pagos neste mês a 13.170.607 famílias em todo o Brasil.

De acordo com o ministro da Cidadania, Osmar Terra, a parcela extra demonstra a valorização do programa por parte do presidente. Terra pontuou que o 13º é, também, reflexo do aperfeiçoamento que o programa vem passando, por meio de iniciativas como o pente-fino, que combate fraudes.

“É dentro desse programa já otimizado que nós vamos ter um valor maior de recursos do orçamento, e também vamos contar com uma parte de valores que vamos tirar com o pente-fino”, declarou Terra. O pagamento da 13ª parcela do Programa Bolsa Família foi realizado entre os dias 10 e 23 de dezembro.