Os estudantes universitários brasileiros que estudam medicina na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero-PY, Departamento de Amambay (equivalente à Estado no Brasil), começaram a deixar o país vizinho na noite de sexta-feira (17).

Um ônibus da empresa Liderança segue com os estudantes para a cidade de Tucumã-PA. Segundo o líder dos universitários, pastor Gildásio, que também é pai de aluno, foi protocolado um ofício ao prefeito da cidade de Tucumã-PA, descrevendo a questão da repatriação dos estudantes brasileiros no Paraguai, que tiveram as suas aulas presenciais suspensas devido ao fechamento dos pais vizinho que ocorreu em razão da emergência de saúde humana de importância internacional, a Covid-19.

Após o término da infestação da pandemia, os alunos devem retornar os estudos no |Paraguai.

Gildásio está orientando os pais de alunos, através de um grupo de whattsApp fechado, informando tanto aos pais como aos alunos, e incentivando os mesmos para que mantenham suas pensões e mensalidades das universidades em dia, já que não está sendo realizado o trancamento de matrículas, salvo dois alunos que estão cursando o último ano de medicina.

QUANTO AOS CUIDADOS TOMADOS COM A SAÚDE DOS ALUNOS.

Com muita dificuldade o ônibus foi autorizado pelo governo Paraense a entrar no estado. Quando saiu de Ponta Porã-Ms o ônibus passou por uma desinfectação e os passageiros por uma avaliação médica. Quando chegarem em Tucumã deveram passar pelo mesmo procedimento.

Todos os alunos ficarão de quarentena por 14 dias conforme acordo firmado entre a comissão dos pais, e do governo municipal de TUCUMÃ, como exige o Ministério da Saúde. Eles serão monitorados pelo ministério da saúde através da secretaria Municipal de saúde de Tucumã.

Fonte: Dany Nascimento