Um grupo de indígenas da etnia Kayapó segue Tucumã, no sul do Pará, aguardando uma resposta sobre o pagamento do recurso referente a mitigações sobre o Projeto Onça Puma, localizado no município de Ourilândia do Norte, também no sul do estado.

Os indígenas avisaram que se, até este sábado (18), não tiverem uma resposta positiva para essa demanda, irão marchar para o empreendimento e vão fechar as atividades do Onça Puma.

Em 2018, a mineradora foi condenada pelo Tribunal Regional Federal (TRF), da Primeira Região, a pagar indenização de mais de 100 milhões de reais, valores devidos desde 2015, aos índios Xikrin e Kayapó, impactados pelo projeto mineral.

A justiça determinou que o pagamento da indenização deve ser realizado mensalmente por meio de um salário mínimo por indígena de cada comunidade. Em nota a Vale informa que vem cumprindo integralmente acordo judicial. (Informações Zedudu)