Grupo de invasores cerca base de operações do Ibama e da Funai dentro da Terra Indígena Apyterewa, no Pará Imagem: Reprodução

Um grupo de moradores da Terra Indígena Apyterewa, no sul do Pará, nesse momento cerca uma base de fiscalização utilizada como apoio por equipes do Ibama, Funai e Força Nacional. Vídeos mostram um grupo de homens hostilizando a equipe de fiscalização e incendiando uma ponte de madeira que dá acesso à terra indígena.

Uma barricada com pneus e madeira foi erguida na frente da base e os invasores ameaçam fazer um incêndio para impedir que os fiscais continuem seu trabalho.

O UOL apurou que os servidores estão impedidos de entrar e sair da base e não podem mais receber mantimentos e combustíveis, um quadro que evoluiu “de obstrução da fiscalização para cárcere privado”, segundo servidores que pediram para não ter os nomes divulgados.

A equipe está na região para reprimir desmatamentos dentro da terra indígena. Na vizinha Terra Indígena Trincheira-Bacajá, os fiscais conseguiram conter os focos de desmate. Na terça-feira (17), contudo, a equipe passou a receber ameaças de que a base será invadida e os carros da fiscalização serão queimados.

Da coluna de Rubens Valente /Uol