De acordo com o Diretor da CV Nelore Mocho, Ricardo Viacava, o mercado interno segue com menos movimentações para alguns cortes voltados para a churrascaria. “Com os restaurantes fechados por conta do isolamento estão afetando as compras desses cortes. A preocupação é saber até quando os restaurantes vão ficar fechados e os impactos que vai causar no setor”, aponta.

Com relação às referências, a novilha foi comercializada a R$ 195,00/@, à vista e o boi gordo foi negociado a R$ 200,00/@, à vista e livre de impostos. “Comparando os preços da novilha com a vaca temos uma diferença de R$ 23,00/@ já que a fêmea está cotada a R$ 172,00/@”, conta.

Apesar das exportações estarem com bom desempenho no último mês, o escoamento da carne depende de 70% do mercado interno. Viacava relata que nem mesmo a qualidade das pastagens reduzindo motivou os pecuaristas a negociarem mais os animais. “Tradicionalmente o mês de maio, o pecuarista precisa vacinar e ocorre um aumento da desova de animais e acaba refletindo no mercado como um todo”, destaca.

Por: Aleksander Horta e Andressa Simão