A personal  trainer Aldeane dos Santos da Silva, de 29 anos, morreu atropelada, por uma viatura policial, durante perseguição a dois suspeitos, no cruzamento das ruas W1 e N1, no bairro Cidade Jardim, em Parauapebas, no sudeste do Pará.

De acordo com testemunhas, a viatura perseguia uma dupla, acusada de cometer assaltos à mão armada, mas acabou atingindo a moto da professora ‘em cheio’. A dupla conseguiu escapar.

A viatura da Polícia Militar também bateu violentamente em um Fiat Uno, deixando o veículo bastante danificado e só parou ao colidir com um poste de energia elétrica em uma calçada. A pancada arremessou o corpo de Aldeane a vários metros de distância. Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) esteve no local do acidente, recolheu o cadáver da vítima e conduziu para perícia em Marabá. Ela deixou o esposo e um filho de três anos.

Os três veículos envolvidos no acidente foram encaminhados para a 20ª Seccional de Polícia Civil, onde passarão por perícia científica. A morte da personal trainer causou comoção em Parauapebas. Por/ Debate Carajás